Microsoft entra de vez no mundo ARM, gigapólio Wintel chega ao fim

Não é pra ser surpresa, mas foi mais rápido que pensávamos. E não podemos negar que esse fato marca o fim de um era nos negócios da computação. Logo após mostrar pela primeira vez a cara do Windows 8, a Microsoft mostrou uma série de protótipos e parceiros, confirmando sua forte intenção na estratégia com a ARM. É o fim de uma das maiores e mais duradouras parcerias da indústria – a Wintel. Não que PCs com Intel vão acabar, longe disso, mas o que antes caminhava junto agora irá seguir cada um para seu lado. Mas não podemos culpar a Microsoft – tudo isso começou por causa da Intel criando o Moblin.

O Moblin surgiu na época de ouro dos netbook – Atom e Windows XP vendiam igual água, mas a Intel viu que o OS da Microsoft não era o ideal para esse tipo de computador. Pesado no seu processador Atom, a Intel buscou trazer algo mais simples e leve para essa plataforma, e criou um Moblin: uma espécie de “camada subterrânea” para sistemas mais simples ganharem vida nova num laptop. O objetivo principal era para Android e Maemo tornarem um OS para laptop, mas como o Google tinha planos próprios, a Intel achou no Nokia sua parceira ideal – daí que surgiu o MeeGo. Tá certo que a Nokia já abandonou a criança, mas quem ficou puto com tudo isso foi a Microsoft pela tentativa da Intel de gongar o Windows XP – então ela foi atrás de alternativas também.

Eis que então a ARM apareceu de braços abertos. Após anunciar suporte do Windows para ARM, já temos os primeiros grandes passos: a Texas Instrument anunciou hoje o OMAP 4470, multi-core para Windows 8. E isso já é concorrente da Qualcomm – o novo Snapdragon MSM8960 tem 3G/4G integrado e velocidade de até 2.5GHz, além de prometer um quad-core pro começo de 2012. Isso que a NVIDIA já mostrou o impressionante Kal-El (provavelmente Tegra 3), que não só terá suporte ao Windows como foi demonstrado em tablets e laptops.

Fora as fabricantes de chips, no palco do anúncio a Microsoft já tinha protótipos de tablets e notebooks, produzidos pelas montadoras Foxconn, Wistron e Quanta (essas duas últimas menos conhecidas, mas são exatamente como Foxconn). Mesmo sendo protótipos que não irão para o mercado, mostra que não será difícil para fabricantes terem Windows on ARM no dia 1 do Windows 8, junto com a Intel.

Alias, onde estava a Intel? De um dia pro outro, ela acaba de ganhar 3 novas empresas concorrentes, e de grande peso. Pois é, de certo ela deve estar ainda convencida do seu poderoso Oak Trail para tablets.

Sobre Este Post